Ao fazer uma camisa sob medida, é preciso observar algumas questões para que a peça fique perfeita. Dentre elas, há o colarinho que tem quatro tipos diferentes, sendo que cada um deles funciona melhor em ocasiões específicas.

Nesse artigo, falaremos sobre todos esses tipos, apontando onde cada um funciona melhor e quais gravatas combinam com eles. No fim, também mostraremos as combinações com cada tipo de rosto.

 

Colarinho italiano

O colarinho italiano é bastante utilizado em composições mais formais. Além disso, é recomendado usar uma gravata de 8 cm e com nós mais largos para que todos os espaços entre os colarinhos sejam preenchidos. Sendo assim, o nó duplo ou o windsor funcionam muito bem!

Colarinho francês

O clarinho francês já é bem mais adaptável, costumando se adequar as mais variadas situações. Sua versatilidade faz com que ele seja legal tanto para visuais formais, quanto para informais.

O legal desse tipo de colarinho é que você pode utilizá-lo com qualquer gravata, embora as ideais sejam aquelas que tenham entre 6 a 8 cm. Além disso, os nós windsor e simples caem bem.

Colarinho americano

O colarinho americano é o que mais chama a atenção, até mesmo por causa da sua característica esportiva – e inspirada nos uniformes universitários. Vale ressaltar que ele é facilmente reconhecido pelo button-down (botões nas pontas).

No entanto, mesmo tendo essa identidade, ele funciona bastante em ocasiões formais. E quanto as gravatas, é legal optar por alguma mais descolada, de tricô ou até mesmo não usá-las.

Colarinho curto

Por fim, o último colarinho é o curto que cai muito bem em visuais bastante modernos. Mas atenção: para utilizá-lo, é importante ter peças com modelagens mais slim com gravatas estreitas que tenham entre 3 e 6 cm. Quanto aos nós, vá na segurança optando pelos simples.

Colarinho para o seu corpo

Além de observar todas essas dicas relativas aos colarinhos em si, é importante conhecer o formato do seu corpo. Dessa maneira, você saberá qual deles combinará melhor com as suas formas.

Pensando nisso, a primeira dica é: adéque a altura do colarinho à altura do seu pescoço. Ou seja, quanto mais alto for o pescoço, mais você deve subir o colarinho. Quanto mais baixo, mais você deve abaixá-lo.

            Além disso, preste atenção ao formato do seu rosto. Se ele for quadrado ou redondo, opte pelos colarinhos mais fechados e com pontas longas. Se ele for oval, retangular ou longo, prefira os colarinhos italianos.

 

Fazer uma camisa sob medida com um colarinho perfeito fica muito mais fácil quando sabemos onde cada tipo funciona melhor. Entre em contato conosco e faça uma peça exclusiva para você!